Entenda o uso dos porquês: porque, porquê, por que ou por quê

Desde muito tempo, o uso dos porquês na língua portuguesa causa dúvida na hora da escrita. Entre vários assuntos abordados dentro da gramática portuguesa, o emprego correto dos porquês é um dos mais complicados de serem discutidos.

O uso dos porquês se agrava principalmente quando vamos escrever: são tantas possibilidades que as vezes, podemos ficar confusos quanto ao seu uso. Por isso, preparei este guia simples para que você aprenda o uso correto dos porquês.

Quando usar o “porque” junto

O “porque” junto e sem acento é uma conjunção que indica causa, motivo, justificativa ou explicação que une duas orações. O uso do porque tem um valor próximo de expressões e palavras como “pois”, “para que” e “uma vez que”

Alguns exemplos:

  • Eu não fiz a prova de português porque perdi o ônibus
  • Preciso estudar porque na segunda-feira tenho prova
  • Fiz este bolo porque é aniversário dele

Quando usar o “por que” separado

O “por que” separado normalmente vem em frases interrogativas e no início da frase. Também podemos empregar o uso do “por que” quando pudermos substituí-lo por “pelos quais”, “pelo qual”, “pela qual” ou “pelas quais”.

  • Por que você escreveu isso?
  • Por que discutiu com sua mãe?
  • As dificuldades por que teve de passar foram enormes.

Quando usar o “porquê” junto e com acento

Usamos o “porquê” quando a expressão for substantivada e sinônima de razão ou motivo. Normalmente, acompanhado de artigos, pronomes, adjetivos ou numerais para esclarecer seu motivo dentro da frase em questão

  • Os irmãos não entenderam o porquê do castigo.
  • Desconhecemos o porquê da desistência do candidato.

Quando usar o “por quê” separado e com acento

Usamos quando a expressão aparece em final de frase ou sozinha.

  • Viajar de ônibus, por quê?

Resumo

Preparei um pequeno resumo para você não ter mais dúvidas.

  • Porque (junto) – usado para frases afirmativas (explicativas ou causais);
  • Por que (separado) – em frases interrogativas ou quando pode ser substituído por “pelo qual” e suas variações;
  • Por quê (separado e com acento) – no final de frase interrogativa.
  • Porquê (junto e com acento) – quando for uma palavra substantivada.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *